PROGRAMA VIRTUAL

CGE abre inscrições para ciclo de orientações sobre fiscalização de contratos e obras

Quarta-feira, 16 de setembro de 2020 | Publicado às 14h08

O 4º ciclo virtual de 2020 do "Programa CGE ORIENTA ? Estado Íntegro e Eficaz" será realizado nos dias 22 e 23 de setembro, das 8h às 11h40, pelo canal de Youtube da Controladoria

A A

A Controladoria Geral do Estado de Mato Grosso (CGE-MT) abriu as inscrições para o 4º ciclo virtual de 2020 do "Programa CGE ORIENTA – Estado Íntegro e Eficaz". A próxima etapa está marcada para ser realizada nos dias 22 e 23 de setembro, das 8h às 11h40, mediante transmissão ao vivo pelo canal de Youtube da CGE.

Os assuntos deste ciclo de orientações serão os seguintes: “Gestão e Fiscalização de Contratos” e “Gestão e Fiscalização de Obras”. As apresentações serão conduzidas pelos auditores do Estado Anderson Escobar e André Luiz Costa Ferreira, respectivamente.  

Para efeito de certificação, os interessados em acompanhar as apresentações devem ser inscrever até o dia 21 de setembro pelo endereço eletrônico: http://cdi.controladoria.mt.gov.br/capacitacoes/, onde também estão disponíveis mais informações sobre o ciclo de orientações virtuais.

“Gestão e Fiscalização de Contratos” foi um dos temas do 1º ciclo virtual de 2020 do "Programa CGE ORIENTA". O assunto voltará a ser tratado no 4º ciclo devido aos seus pormenores e demandas direcionadas à CGE para realização de capacitação aos servidores estaduais designados como fiscais de contratos.

Alternativa

A modalidade virtual é uma alternativa para viabilizar os ciclos de orientação estabelecidos no calendário para 2020, mas cuja realização presencial foi suspensa por causa da pandemia do coronavírus.

O "Programa CGE ORIENTA" tem como objetivo a promoção da integridade, o aperfeiçoamento da gestão pública, a ampliação da transparência e o fomento ao controle social.

Para tanto, oferta orientações direcionadas a gestores, servidores públicos, sociedade civil organizada e empresas com contratos vigentes ou com interesse em estabelecer negócios com o Poder Executivo do Estado de Mato Grosso.

 


Fonte: Ligiani Silveira | CGE-MT
Imprimir