SEGURANÇA PÚBLICA

Sesp e Polícia Federal integram informações de serviço de inteligência policial

Quarta-feira, 23 de novembro de 2011 | Publicado às 09h30

Mato Grosso é o primeiro Estado brasileiro que tem acesso às ferramentas do portal Cintepol, da Polícia Federal.

A A

Mato Grosso é o primeiro Estado brasileiro que tem acesso às ferramentas do portal Cintepol, da Polícia Federal. O convênio, que visa o uso da ferramenta, foi assinado na segunda-feira (21.11), na Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp), pelo secretário de Estado de Segurança Pública, Diógenes Curado Filho, e o superintendente da Polícia Federal, Cesar Antonio Martinez.

O Cintepol é um portal que disponibiliza ferramentas tecnológicas de inteligência para as polícias. O portal permite a integração de diversos bancos de dados através de ferramenta Sinapse. Pelo portal, o usuário também poderá ter acesso às ferramentas de análise na investigação, como a análise de vínculo e gerenciamento de caso. Além disso, o Cintepol disponibiliza capacitações em técnicas de investigação de inteligência e utilização de equipamentos discretos.

Em Mato Grosso, os policiais terão em uma única pesquisa acesso a um banco de dados com informações da Polícia Federal integrado com boletins de ocorrências e laudos da Secretaria de Estado de Segurança Pública. Poderão utilizar o Cintepol os policiais que atuam principalmente na área de inteligência.

Para o secretário de Estado de Segurança Pública, Diógenes Curado Filho, o sistema vai contribuir para a segurança pública com o acesso a mais informações. "A atividade de inteligência não se faz sem informação e de forma isolada. É necessário que a atividade de inteligência seja feita de forma integrada e com informação", disse.

CAPACITAÇÃO

A Secretaria de Estado de Segurança Pública, em parceira com a Polícia Federal, iniciou nesta segunda-feira (21.11), a capacitação de 25 policiais que atuam na área de inteligência para manusear as ferramentas do portal Cintepol. O curso segue até sexta-feira (02.12), na Ceprotec, em Cuiabá.

 


Fonte: LUZIA ARAÚJO - Assessoria/Sesp-MT