10 MIL ATENDIMENTOS

Seplag intensifica ações de cuidado à saúde mental dos servidores

Quarta-feira, 13 de outubro de 2021 | Publicado às 14h00

A pasta também monitora os resultados alcançados através da Secretaria Adjunta de Gestão de Pessoas

A A

Temos aqui na Seplag um espaço de escuta, de acolhida das angústias. Servidor, você não está sozinho. Foto por: Nayara Takahara

Neste domingo (10.10), dia mundial da saúde mental, o Governo de Mato Grosso, por meio da Secretaria de Planejamento e Gestão (Seplag), celebra os resultados do esforço empreendido para implementar na administração pública ações de cuidado com a saúde mental do servidor.

O processo de acompanhamento psicossocial coordenado pela Seplag e implantado em outras nove secretarias de Estado (Seduc, Sefaz, PJC, Sinfra, Sesp, CGE, MTPrev, Setasc e Casa Civil) chegou à marca de 10 mil atendimentos, após pouco mais de dois anos de projeto e em um momento que a pandemia da covid-19 evidenciou a relevância de políticas públicas voltadas à promoção da saúde mental.

Além de difundir entre os órgãos e entidades o modelo de trabalho a ser implantado, o treinamento e o suporte das equipes, a pasta também monitora os resultados alcançados através da Secretaria Adjunta de Gestão de Pessoas.

“Como órgão central de gestão de pessoas do Governo, a Seplag vem intervindo em situações de vulnerabilidade que alguns servidores têm apresentado principalmente nesse período pandêmico, sendo ofertada escuta qualificada, acolhimento, orientação e avaliação profissional de psicólogos e assistentes sociais”, detalhou o titular da Seplag, Basílio Bezerra.

Por meio dos comitês setoriais, são prestados os atendimentos especializados aos servidores com problemas que possam interferir na sua vida funcional, explicou o psicólogo e coordenador de Gestão da Saúde e Segurança no Trabalho da Seplag, Flávio Jabra.

“Nem todos os problemas tratados são psicopatologias, às vezes são apenas sofrimentos psíquicos inerentes ao ser humano, mas nem todo mundo sabe lidar com eles e acaba se afastando do serviço. Com o acompanhamento a pessoa tem a possibilidade de ser ouvida e de buscar ajuda externa por meio de um encaminhamento institucional”, completou.

De acordo com o coordenador, também foram registrados casos que exigiram um maior cuidado com o servidor, como o de tentativa de suicídio e de ideação suicida. “Se não existissem essas setoriais, o servidor não teria recebido esse primeiro suporte, para ouvir a queixa naquele momento, e depois seguir com a evolução do tratamento”, relembrou.

Onde procurar ajuda

O servidor que se identifique nas situações citadas acima ou por outro motivo necessite de apoio psicossocial pode entrar em contato com a Coordenadoria de Gestão da Saúde e Segurança no Trabalho da Seplag, pelo telefone (65) 3613-3705.

“Temos aqui na Seplag um espaço de escuta, de acolhida das angústias. Servidor, você não está sozinho. Busque ajuda. A sua valorização é algo muito sério para esta gestão”, salientou Basílio.

 


Fonte: Nayara Takahara | Seplag